Botão “curtir” do Facebook considerado ilegal em um estado alemão

O Comissário de proteção de dados do estado (land) alemão de Schleswig-Holstein, solicitou às instituições no estado que possuam sites na Internet com o botão "curtir" que o removam. O pedido foi feito pelo comissário Thilo Weichert, após uma análise do plug-in oferecido pela rede social que consiste em um código que pode ser inserido em uma página na Internet que, além de posicionar o botão "curir", permite que informações sobre a pessoa que visita esta página sejam transmitidas aos gestores do Facebook que, no caso deste visitante ser usuário da rede social e estar com uma sessão que não foi encerrada, poderão identificar quais sites estão sendo visitados fora da rede social. Este mecanismo, de acordo com o comissário, está em desacordo com a Lei federal de proteção de dados, com a lei de proteção de dados de seu estado e com a lei alemã sobre telecomunicações