Google admite a interceptação de dados pessoais pelo carro do Street View

  • ddoneda - publicou em 23 de outubro de 2010

Declarações recentes do CEO da Google lançaram a forte dúvida de que a companhia teria relaxado concretamente seus standards em relação à proteção de dados e privacidade de seus usuários - ou de que, ao menos, o CEO necessitasse consultar sua assessoria de imprensa antes de emitir declarações como:

"Se há algo que você não quer que ninguém saiba, em primeiro lugar talvez seja algo que você não devesse estar fazendo."

Afora declarações pitorescas como esta, fatos concretos chamaram a atenção na atuação da empresa. Um dos mais amplamente documentados é o dos veículos utilizados para fotografar ruas de cidade para o serviço Google Street View.

A pedido de comissários de proteção de dados de locais por onde tais veículos passaram, como o de Hamburgo, na Alemanha, verificou-se que, além de registrar fotografias das ruas, os veículos também coletavam dados de conexões Wi-Fi de Internet nas redondezas (o que é conhecido como sniffing).

Foi interessante notar a reação da empresa ante tais acusações. Seguiu-se o seguinte padrão:

1 - A empresa inicialmente alegou que não coletou dados;

2 - Foi reconhecida a coleta de dados, porém seriam dados fragmentados e sem alguma utilidade real;

3 - Finalmente, admitiu-se que estes dados compreendiam informações pessoais como emails, históricos de navegação e senhas:

"It’s clear from those inspections that while most of the data is fragmentary, in some instances entire emails and URLs were captured, as well as passwords."

Tais problemas foram levados a público apenas após o empenho de algumas autoridades de proteção de dados - o que é, por si, preocupante -, e revelaram falhas estruturais graves na política interna da empresa sobre o tratamento de dados pessoais. Mudanças neste sentido foram recentemente anunciadas pela companhia, De acordo com o teor destas mudanças, aparentemente, o desenvolvimento de produtos sofrerá maior influência dos princípios da Privacy by Design, bem como serão desenvolvidas práticas e códigos de conduta internos para o manuseio e utilização de dados pessoais.
Recentemente, a Google lançou em seu serviço Street View algumas capitais brasileiras. A empresa não se manifestou, até o momento, sobre a eventual coleta de dados de conexões wi-fi que tenha feito durante a toada de imagens destas cidades.