LIVRO "Internet Governance in the Global South"​

capa Livro NUPRI

O Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (NUPRI-USP) acabou de publicar o o livro "Internet Governance in the Global South - History, Theory, and Contemporary Debates" (organizado pelo caro Daniel Oppermann). Tem muito texto bacana sobre o assunto (em inglês, espanhol e português) para quem procura mais informações a respeito de suas diversas dimensões (teóricas e práticas): 

--

PART I: History and Theory

From Bandung to the DNS (DanielOppermann)

The Difficult Path to the Insertion of the Global South in Internet Governance (Jean-Marie Chenou, Juan Sebastián Rojas Fuerte)

Governança Global da Internet: Aspectos Conceituais, Questões da Agenda Contemporânea e Prospectos para o Estudo do Tema (Diego Canabarro)

Prolegomen on to the Decolonization of Internet Governance (Syed Mustafa Ali)

Do Século XX para o Século XXI :da Revolução Mundial do Cidadão Comum para a Revolução Informacional do Capital Humano (Alexandre Arns Gonzales)

PARTII: Contemporary Debates

ICANN, New gTLDs and the Global South (Paul White)

Los ccTLDs y los Dilemas del Desarrollo Comercial del DNS en América Latina: Reflexiones para el Sur Global (CarolinaAguerre)

Deconstructing the Paradoxes of South Africa’s Emerging Discourse and Framework on ICTs and Internet Governance (Colin Darch, Rachel Adams, Ke Yu)

Governança da Internet a partir da Periferia: Integrando a Amazônia Brasileira aos Debates sobre a Governança da Internet (Luisa Lobato)

Examining the Intersections o fCounter-Terrorism Laws and Internet Governance in Ethiopia (Tewodros Workneh)

A Política Externa Brasileira na Governança da Internet: do Direito à Privacidade ao Direito à Participação (Thaíse Kemer)

--

O livro pode ser baixado, na íntegra (e na faixa), neste link. Sou autor de um capítulo do livro (que pode ser baixado, individualmente, neste link), onde abordo os aspectos conceituais, as principais temáticas contemporâneas e os prospectos para o estudo do assunto no campo das Relações Internacionais.

Optei escrever em português, porque é a primeira vez que sintetizo, em uma publicação curta, o cerne da minha tese de doutorado (onde tratei das assimetrias de poder que têm caracterizado e determinado os rumos da governança da Internet - de seus primórdios até os dias atuais - , com especial destaque para a paralisia do desenvolvimento institucional da governança da Rede na primeira década do século XXI). Nesse capítulo, faço, também, uma análise das disputas políticas desencadeadas (e das consequências produzidas) pelo caso Snowden para a institucionalidade da governança da Internet no plano internacional. Esse texto em português é importante, para mim, porque - além de representar uma espécie de ponto de chegada de uma jornada de quase uma década maturando a minha compreensão sobre a governança global da Internet -, pretende ser o ponto de partida para uma conversa mais frequente com o público brasileiro sobre as oportunidades que se abrem à pesquisa e à prática das relações internacionais em uma era interconectada.

Como essa agenda está em constante evolução para mim, agradeço desde já a leitura atenta de quem se interessar pelo texto, bem como todo e qualquer comentário com críticas, sugestões correções e dúvidas.